Grupo de Estudos Mitopoéticos na USP — Adiado!

O primeiro encontro foi adiado, em breve divulgaremos a nova data

O Grupo de Pesquisa em Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens III (CNPq/USP), liderado pela Profa. Dra. Maria Zilda da Cunha, abre uma nova linha de pesquisa, desta vez, voltada aos estudos mitopoéticos, tendo a literatura de J.R.R. Tolkien como principal referência teórico-literária, mas se estendendo a demais vozes anteriores, contemporâneas e posteriores ao autor.

A proposta de investigação visa lançar um olhar múltiplo e interdisciplinar sobre a literatura mitopoética, isto é, aquela que tem por objetivo criar uma mitologia. O intuito é estudar e estabelecer paralelos entre as mitologias artificialmente construídas por indivíduos e aquelas desenvolvidas naturalmente por um povo ao longo de muitos séculos.

O projeto se estende ao estudo da literatura de fantasia e dos contos de fadas, entendendo que esse gênero literário tem despertado cada vez mais o interesse de leitores de diversas faixas etárias, desde o público infantil, passando pelos jovens e chegando aos adultos. Os objetos de estudo iniciais serão textos como Beowulf, as Eddas islandesas, e o Kalevala finlandês, além, evidentemente, da obra de autores fundamentais da literatura mitopoética, tais como o próprio J.R.R. Tolkien, C.S. Lewis e Lord Dunsany.

Por meio do estudo desses objetos, pretende-se refletir sobre questões no âmbito da literatura (como as mitologias naturais informam e são retrabalhadas por autores nos séculos XX e XXI?); da tradução (traduzir essas obras por quê? Para quem?); da filologia (de que maneira os textos mitológicos chegaram até nós na sua forma escrita, e como os estudiosos olharam para eles?); da história (em quais condições históricas esses textos foram produzidos?); da filosofia (qual o sentido que tais mitologias sugerem aos leitores e à cultura que os cerca?);da teologia (de que maneira, por exemplo, o elemento cristão se faz sentir nos textos pagãos? Como a religiosidade de autores modernos atravessa suas mitologias?), entre outros focos de atenção.

Na primeira fase da investigação, trabalharemos com o texto-base Beowulf, poema anônimo em inglês antigo, e os escritos de J.R.R. Tolkien, procurando compreender como o poema épico impactou a obra tolkieniana, considerada por muitos o epítome da literatura mitopoética do século XX, e como sua carreira acadêmica foi profundamente alterada pelo estudo de Beowulf.

Iniciaremos pela leitura do poema Beowulf tanto no inglês moderno, aos que dominam a língua, como em tradução ao português, aos demais leitores, buscando entender as circunstâncias histórico-linguístico-literárias em que ele foi escrito. Parte desse processo inicial será a leitura e resenha de textos críticos fundadores sobre o poema, com especial destaque para “Beowulf: The Monsters and the Critics”, de J.R.R. Tolkien, além do minucioso comentário filológico que o autor fez sobre o poema.

A seguir, passaremos para o estudo do poema épico confrontando-o com a literatura mitopoética de Tolkien, tanto os trabalhos não diretamente derivados, mas inspirados por ele, como O Hobbit, quanto as obras diretamente derivadas dele, tais como Sellic Spell.  Também será discutida a relação entre as mitologias e os contos de fadas, tendo por base o ensaio Sobre Estórias de Fadas, de Tolkien, que coloca o elemento mitológico na raiz desse gênero literário.

O grupo de estudos tem caráter interdisciplinar e, portanto, estará aberto ao público pesquisador — graduandos ou (pós)graduados — de outras unidades da USP e, porventura, de demais universidades interessadas.

Encontros
Dias sugeridos (sujeitos a alteração): últimas sextas-feiras do mês, no período da tarde, das 13h às 16h.
Primeiro encontro: adiado. Em breve, divulgaremos a nova data.
Local: Prédio de Letras, Universidade de São Paulo, sala 201.
Contato: cursotolkien@gmail.com

Bibliografia Sugerida
Heaney, Seamus (trad.). Beowulf: A New Verse Translation. New York, London: W.W. Norton, 2001.

Krauss, Luís (trad.). A Canção dos Nibelungos. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

Larrington, Carolyne (trad.). The Poetic Edda. Oxford: OUP, 2014. Tradução: Keith Bosley. Oxford: OUP, 1999.

Moosburger, Théo de Borba (trad.). Saga dos Volsungos. São Paulo: Hedra, 2009.

Ramalho, Erick (trad.). Beowulf, edição bilíngue. Belo Horizonte: Tessitura, 2007.

Shippey, Tom. The Road to Middle-earth. London: HarperCollins, 2005.

Tolkien, J.R.R. ‘Beowulf: The Monsters and the Critics. In: Tolkien, Christopher (ed.).The Monsters and the Critics and other essays. London: HarperCollins, 2006.

______. ‘On Fairy-stories’. In: Tolkien, Christopher (ed.). The Monsters and the Critics and other essays. London: HarperCollins, 2006.

______. The Hobbit. London: HarperCollins, 2006.

______. The Lord of the Rings. London: HarperCollins, 2006.

______. Árvore e folha. Tradução: Ronald Kyrmse. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

______. Beowulf: A Translation and Commentary, together with Sellic Spell. London: HarperCollins, 2014.

______. Beowulf: Uma Tradução Comentada. Tradução: Ronald Kyrmse. São Paulo: Martins Fontes, 2015.


2 thoughts on “Grupo de Estudos Mitopoéticos na USP — Adiado!

  1. Nossa,
    Estou imensamente encantado pelo teor da pesquisa e quero muito participar das discussões que podem vir de assuntos tão múltiplos e de meu interesse. Mal vejo a hora do início.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s